QUARTA-FEIRA, 16 DE AGOSTO DE 2017
Untitled Document
17/05/2017 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

Jateí - Gripe deixa crianças com dificuldade para andar e assusta cidade

Duas crianças estão internadas no Hospital Universitário e duas no Hospital da Cassems, em Dourados; exames descartaram dengue e outras doenças; Secretaria Estadual investiga casos
Hospital Universitário de Dourados, onde duas crianças estão internadas (Foto: Arquivo)

Uma doença até agora considerada misteriosa, que provoca febre, vômito e forte dor muscular capaz de dificultar a locomoção dos pacientes, está assustando moradores de Jateí, cidade de quatro mil habitantes.

 

A doença é semelhante a uma forte gripe, segundo a secretária de Saúde de Jateí, Cileide Cabral da Silva Brito. Ao Campo Grande News, ela disse os exames feitos até agora descartaram doenças como dengue e meningite.

As primeiras informações que chegaram ao Campo Grande News na tarde de ontem (16) revelaram que seis crianças estavam com os sintomas. Cileide Brito disse que são três e não seis pacientes que apresentaram a doença e estão internados.

Entretanto, a reportagem descobriu que quatro crianças de Jateí estão internadas em hospitais de Dourados com os sintomas da doença. Dois estão no Hospital da Cassems. Eles são primos e apresentaram os mesmos sintomas.

Outros dois meninos estão internados na enfermaria pediátrica do HU (Hospital Universitário) da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Através da assessoria de imprensa, o HU informou que as duas crianças, com idade de 8 a 10 anos, deram entrada na segunda-feira (15), oriundas de Jateí.

Inflamação por vírus - “Os quadros são similares ao de uma gripe forte, com a presença de febre e dores intensas pelo corpo, em função de infecção por vírus. Tal infecção, por sua vez, desdobrou-se em quadro identificado como miosite viral, que é quando um vírus comum, como o da gripe, causa inflamação nos músculos”, afirma a nota do hospital.

Ainda conforme o HU, as crianças se queixam de fortes dores nos músculos dos membros inferiores, o que dificulta a locomoção, mas não há ligação com danos neurológicos ou de força.

“Ambos os pacientes encontram-se internados na enfermaria pediátrica, medicados, em constante melhora e recuperação da locomoção, com quadros estabilizados e previsão de alta para os próximos dias”, informou a assessoria do hospital.

Segundo a secretária Cileide Brito, a Secretaria Estadual de Saúde já foi comunicada para acompanhar os casos. “Todas as providências foram adotadas e os pacientes estão sendo medicados”, afirmou.

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a Superintendência de Vigilância em Saúde acompanha os casos. “O primeiro relatório foi de dificuldade de movimentação nas pernas, mas foram pedidos exames e ainda não temos o diagnóstico fechado”, diz a SES.

Miosite viral – Conforme o site Tua Saúde, a miosite é uma inflamação dos músculos que causa o seu enfraquecimento, provocando sintomas como dor muscular, fraqueza muscular e aumento da sensibilidade dos músculos, o que leva à dificuldade em realizar algumas tarefas como subir escadas, levantar os braços, ficar de pé e caminhar.

A miosite pode afetar qualquer região do corpo e, em alguns casos, o problema é resolvido com uso de remédios e exercícios para manter a força muscular. Em outros casos, a miosite é um problema crônico, que dura toda a vida, mas pode ser aliviada com o tratamento.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 11/08/2017 SUS inclui teste rápido para dengue e chikungunya
Postada em: 17/07/2017 Naviraí - Atendimentos do programa Cassems Itinerante vão até esta segunda-feira
Postada em: 17/07/2017 Cigarro, álcool e HPV aumentam risco de câncer de cabeça e pescoço
Postada em: 15/07/2017 Número de diabéticos no Brasil cresce mais de 60% em 10 anos
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra