TERÇA-FEIRA, 23 DE MAIO DE 2017
Untitled Document
18/05/2017 | Fonte: TANAMIDIANAVIRAI

Naviraí - Polícia Civil conclui inquérito e Policial Federal é indiciado por homicídio doloso

A Polícia Civil de Naviraí, através do Dr. Eduardo Lucena, concluiu o inquérito policial, que indicia o Policial Federal da cidade do Rio de Janeiro, Alexandre Cavalcanti de Oliveira, pelo crime de homicídio doloso (quando há intenção de matar).

O Policial Federal que estava realizando um trabalho em Naviraí está sendo acusado do atropelamento e morte do jovem Everton da Silva Pessoa de 17 anos, e de lesões corporais de outros dois jovens.

Após ouvir testemunhas e receber o laudo pericial, o delegado Eduardo Lucena concluiu na última segunda-feira (16), inquérito policial que foi enviado para o Ministério Público que deve avaliar o caso nos próximos dias.

Segundo informações contidas no depoimento de Alexandre, na noite de domingo 12 de março, ele disse que estava em casa e ficou com fome e foi até uma lanchonete. Logo em seguida ficou sabendo do evento onde uma dupla sertaneja estaria se apresentando em uma casa de show da cidade, resolveu conhecer o local e acabou entrando para assistir o show.

Alexandre que só se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Naviraí, após três dias do acidente acompanhado de um advogado, disse ainda em depoimento alegou que não havia bebido e que não viu os jovens porque no momento em que aconteceu o acidente, estava chovendo e não tinha energia elétrica na cidade. Ele disse ainda que depois do impacto, olhou pelo retrovisor e viu vultos e não parou o veículo, por temer pela integridade física.

Ao contrario do que Alexandre disse em depoimento, testemunhas que foram ouvidas no inquérito, disseram que o viram consumindo bebida alcoólica dentro do show.

De acordo com o Detran do Rio de Janeiro, onde mora Alexandre, ele está proibido de dirigir, por está com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), retida por justamente por ser flagrado dirigindo sob o efeito de álcool.

O acidente aconteceu por volta da 1h50m da madrugada di dia 13 de março, na avenida Campo Grande, área central da cidade. 

Um grupo de cinco adolescentes teria saído de um show, e seguiam a pé para suas residências. Dois deles estavam sobre a calçada e os outros três que caminhavam pela avenida foram atingido pelo veículo conduzido por Alexandre que fugiu sem prestar socorro às vitimas.

As vitimas foram socorridas por uma equipe do Corpo de Bombeiros e do SAMU até a Santa Casa de Naviraí. Uma das vitimas uma jovem de 17 anos, sofreu apenas escoriações pelo corpo e reclamava de dor no pé esquerdo, já outra vítima Bianca Pessoa de Oliveira, de 18 anos, foi socorria em estado grave e teve que ser transferida para um hospital da cidade de Dourados, aonde segue internada.

A terceira vítima o jovem Everton da Silva Pessoa, de 17 anos, também foi socorrido em estado grave, porém veio a óbito ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa de Naviraí, devido às gravidades dos ferimentos.

A Polícia Militar esteve no local do acidente, e encontrou caído próximo das vítimas, um espelho de retrovisor de veículo causador do acidente. Através do retrovisor encontrado no local foi possível identificar o veículo sendo um Chevrolet Astra de cor preta, que era usado como uma viatura descaracterizada da PF, e que estava sendo utilizado por Alexandre.

A Polícia Federal instaurou procedimento administrativo interno para apurar a conduta do policial.

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 22/05/2017 Itaquiraí - Jovem que testemunhou em ‘homicídio por causa de cachorro’ é executada
Postada em: 22/05/2017 Após ser agredida esposa tenta esfaquear marido que segura filho no colo
Postada em: 22/05/2017 Após invadir banco de dados da Friboi, Anonymous expõe informações de Temer
Postada em: 22/05/2017 Mulher é morta a tiro pelo marido em fazenda
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra