QUINTA-FEIRA, 17 DE JANEIRO DE 2019
Untitled Document
16/05/2018 | Fonte: DOURADOS NEWS

Governo do Estado decreta situação de emergência em Deodápolis

Foto: Reprodução

Decreto do governador Reinaldo Azambuja publicado nesta terça-feira (15.5) no Diário Oficial do Estado (DOE) declara situação de emergência estadual em Deodápolis, por conta dos estragos causados pelas chuvas, principalmente na área rural.

De acordo com o comandante da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Fabio Catarinelli, Mato Grosso do Sul possui atualmente 31 municípios em situação de emergência, 24 deles com decretos estaduais.

Os municípios em situação de emergência vigente são: Miranda, Rio Verde de Mato Grosso, Bataguassu, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tacuru, Iguatemi, Eldorado, Itaquiraí, Mundo Novo, Novo Horizonte do Sul, Amambai, Coronel Sapucaia, Bela Vista, Antônio João, Coxim, Caracol, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Aquidauana, Anastácio, Nioaque, Jardim, Bonito, Batayporã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Aral Moreira, Batayporã, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Aral Moreira, Japorã e Deodápolis.

Já os com decretos estaduais são: Miranda, Rio Verde de Mato Grosso, Sete Quedas, Tacuru, Iguatemi, Eldorado, Itaquiraí, Novo Horizonte do Sul, Amambai, Coronel Sapucaia, Bela Vista, Antônio João, Coxim, Caracol, Santa Rita do Pardo, Aquidauana, Anastácio, Nioaque, Jardim, Bonito, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Japorã e Deodápolis.

Os decretos de situação de emergência têm validade por 180 dias. O reconhecimento estadual aumenta as chances dos municípios em obter recursos federais para a reconstrução de estragos, permite obras emergenciais e facilita as ações de assistência à população afetada pelo desastre.

Rio Paraguai

A Defesa Civil Estadual também continua a monitorar o rio Paraguai. Uma equipe liderada pelo tenente-coronel Fabio Catarinelli fará uma vistoria a partir desta quarta-feira (16.5) até sexta-feira (18.5) no Pantanal. A régua em Ladário já marca 5,04 metros e existe risco de prejuízos para ribeirinhos e pecuaristas.  

COMENTE ESTA NOTÍCIA:
» NOTÍCIAS RELACIONADAS
Postada em: 11/01/2019 Novo comandante do Exército defende que militares fiquem de fora da reforma da Previdência
Postada em: 11/01/2019 Decreto sobre armas fica para a semana que vem, diz Onyx
Postada em: 08/01/2019 Colaborador de Bolsonaro, Harfouche quer mudança no ECA para punições
Postada em: 08/01/2019 Governo estuda privatizar ou liquidar 100 estatais, diz ministro
Untitled Document
Desenvolvimento: Luciano Dutra